banner divulgação2

Você sabia que hoje é dia da mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha?

Pensa comigo em quantas mulheres negras vocês conhecem que são:

Protagonistas de suas vidas, líderes em suas comunidades, excelentes administradoras, símbolo de resistência, exemplo de força, superação e empoderamento. Pensou? Acrescente a essa mistura rainha e guerreira, agora só mais um ingrediente a época, no Brasil colônia do século XVIII.
Tenho certeza que a primeira referência é sempre de uma mulher atual, sua mãe talvez, mas não minha gente estamos falando do século DEZOITO.
Essas pesquisas também são novidades para mim, quando tive contato com a história minha primeira reação foi: “Mas como? Ninguém nunca me contou dessa mulher, quem foi ela?”
Hoje vamos falar da musa inspiradora tema da nossa primeira coleção.cropped-13443127_876114272493245_5739661386634319869_o-1.jpg

 

Dia 25 de julho, dia de homenagem a Tereza de Benguela e Mulher Negra.
Dia 25 de julho, dia de homenagem a Tereza de Benguela e Mulher Negra.

Para quem ainda não sabe, a Bantu é um e-commerce de roupas, vamos lançar em breve! A coleção está muito linda…aguardem.
Nosso propósito é contar histórias da cultura ancestral ilustrada em formas e cores através de nossas roupas.
E a homenageada de hoje, rainha, diva empoderada é a musa inspiradora da nossa primeira coleção, Tereza de Benguela.
Mulher forte e guerreira símbolo de resistência negra feminina.

Vamos começar falando um pouquinho da data de hoje,dia 25 de julho, mesmo sendo a maioria dos brasileiros a população negra ainda luta para eliminar desigualdades e discriminações, imaginem a situação das mulheres negras? Na base, da base da base da pirâmide?!
Podem chamar o quanto quiser de mi, mi, mi mas são os fatos! A desigualdade é tamanha que nem dentro do feminismo essas mulheres tiveram espaço e para lutar por seus direitos criaram o feminismo negro.  Que nasceu a partir da realização do seu primeiro encontro em 1992, em Santo Domingo, na República Dominicana, criou-se a Rede de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas e desde então o dia 25 de julho  foi definido como Dia da Mulher Afro-latino-americana e Caribenha. Gente o movimento é mais novo que eu, tem só 24 anos, é “novinha”! rs
E no Brasil, como tudo é tardio, no dia 02 de junho de 2014, foi sancionado pela presidenta Dilma Rousseff, pela Lei nº 12.987/2014, como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.

Ai você  deve estar se perguntando, mas afinal Renata quem foi Tereza de Benguela?

Negras escravas de diferentes nações, Jean-Baptiste Debret
Negras escravas de diferentes nações, Jean-Baptiste Debret

Resumo básico, Tereza de Benguela foi uma mulher africana que veio ser escrava no Brasil, fugiu do seu senhor para se casar com José Piolho e juntos lideraram como rei e rainha o Quilombo de Quatiterê, ou Piolho, na atual região do Mato Grosso. Estruturaram o quilombo baseados nos valores africanos, tomavam as decisões em parlamentos e acolhiam pessoas de todos os tipos, índios, negros e dizem que até brancos. Com a morte do seu marido, Tereza lidera o quilombo sozinha por 20 anos sem ataques. (segura o queixo…rs)
Até que depois de muitas investidas o Quilombo é atacado pelas forças de Luiz Pinto de Souza Coutinho e ela morta, uns dizem que por suicídio, outros que penduraram sua cabeça em praça pública para servir como exemplo. Na minha visão ambas super dignas, mas gosto de pensar que ela incomodava tanto que foi usada como exemplo (mesmo sabendo dos efeitos negativos, saber que ela lutou até o fim é resistência).
Toda vez que falo isso me arrepio de emoção, gente realiza uma mulher negra, escrava fugida lííííder de 109 pessoas, segundo relatos, quando o quilombo foi atacado a população era dividida em 79 negros e 30 índios.

 

Agora me digam, ela não merece toda a homenagem?
História linda, símbolo de empoderamento feminino, luta resistência, mulher negra e líder que carrega com elas várias símbolos super atuais para nós mulheres até hoje.

 

793x529-2710-27-foto

 

Para vocês minhas lindas um lindo dia da mulher Afro-Latino-Americana e  Caribenha.
Que a nossa luta ocupe cada vez mais espaços, e que histórias como essa ocupem cada vez mais corações.
Gostou do post, compartilhe com uma amiga vamos nos empoderar através do conhecimento!
Usando a #EmpodereumaAmiga.

12604-casa-da-cultura-recebe-exposicao-em-homenagem-ao-dia-da-mulher-negra

Ficou com gostinho de quero mais?
Estamos preparando um post para os amantes de histórias bem rico em detalhes, e vai ter vídeo também.
Tudo no decorrer do mês de agosto junto com nossa coleção, fiquem de olho.

Beijos rainhas

“Sua pele carrega História,
Nossa roupa Ilustra”

Deixe uma resposta